Passeio pelo passado

Bons tempos da casa da vovó, com cheirinho de pão de milho quentinho com creme de leite (nata) e doce de abóbora. Os bordados sob as panelas que brilhavam no paneleiro. O café na cafeteira esmaltada, sempre quentinho no fogão de lenha. Na mesa, ela mantinha nessa época, setembro, um vaso com camélias e frutas da estação. Hummm... era assim na minha infância.
Perto de onde moro, tem um pequeno município  (São Pedro do Buriá), que mantém um museu que na verdade, é a réplica de uma casa no melhor estilo dos nossos colonizadores alemães. Estive por lá nesses dias e senti como se estivesse na casa da minha falecida vó materna, uma das filhas desses alemães aventureiros.
Registrei e trouxe pra vocês este passeio no tempo.

Os lençois eram de linho de algodão bordados com as iniciais do casal.
Havia sempre um panô bordado na parede da cozinha ou da sala...


...em português ou alemão
Olhe a delicadeza do bordados no paneleiro e o fogão com estampas de flores




Simples para acolher à todos




Os mimos, louças e cristais em destaque


Ter uma pia instalada era coisa rara


Tomei muito banho na casa da vovó italiana (paterna) nessa bacia que eu achava o máximo, pois podia descansar a cabeça, não resisti...


...fiz essa arte, algo politicamente incorreto por ser peça de museu!! Não copiem!!!

5 comentários:

  1. Olá
    Maria Luisa,
    adorei seu blog, algo de nostálgico, mas me identifiquei muito pela saudade daqueles velhos tempos, as coisas não eram tão descartáveis como hoje e a energia das casas tinham outro astral.
    Grande abraço, me visite se der!
    Judite/jud-artes

    ResponderExcluir
  2. ***Sorteio de Egeo boticário, veja no meu blog:
    http://betestrom.blogspot.com/2010/09/sorteio-egeo-boticario-aqui-no-meu.html
    /(,")\\
    ./_\\. Beijos no coração e que Deus te abençoe!
    _| |_................

    ResponderExcluir
  3. Malu...
    Nessa sua postagem retornei à infância, à casinha dos meus avós paternos. Meu vôzinho era ferreiro, e aquela paneleira em ferro, formato de perâmide, feita por ele, era marcante na cozinha da minha vó. Nela eram penduradas e apoidadas, panelas, conchas, espetos,etc... Tudo em ferro, feito por ele. Lembro nitidamente ele sentado bombando o fole, que mantinha aceso o fogo, e naquele calor insuportável, ía artisticamente moldando as peças. Minha mãe tinha uma panelinha dessas, onde fez todas as papinhas dos filhos, e ela existe até hoje, anda passeando de casa em casa da família, em que há um bebezinho.
    Pelos lindos olhos azuis do meu vôzinho, tão parecidos com os seus, ele devia ter descendencia Alemã, mas não tenho certeza. Já minha vó, era neta de Holandeses.
    Lá tb existia uma cristaleira dessas, cheia de bibelôs lindos, esses paninhos de prato com doces mensagens, bules de ágata, e uma bacia como essa (sem a ferrugem rss) em pedestal tb de ferro... Tudo era feito para durar muuuuuuuiiiito, pois os casamentos tb duravam para sempre.
    Não fique zangada, salvei umas pecinhas suas em meus arquivos, a partir dessa sua postagem, entro para a profissão de antiquária rsss

    ResponderExcluir
  4. Aiaiaiai como digitei.... Isso aí em cima não é um comentário, já é uma post. E vamos corrigir a pirâmide né? rsss
    Obrigada por deixar eu me apossar de seus valiosos objetos... Estão guardadinhos no meu banco de imagens, um dia usarei o paneleiro em uma postagem assim; "Casa de ferreiro, espeto de ferro sim! " hahaha
    Bjus

    ResponderExcluir
  5. Que lindo es leer esos buenos recuerdo de tu infancia, que tienes tan marcados, estas muy bonita en la foto pero haciendo algo incorrecto, como tu dices.
    Gracias por dejarnos disfrutar y "vivir" parte de tu vida.

    ResponderExcluir

Seu comentário me alegra!